7 de jul de 2011

Resenha : Foo Fighters - Wasting Light (2011)











Banda: Foo Fighters

Album: Wasting Light (Lançamento - 12/04/2011)
SoundCloud


O mundo é cruel, se pudesse eu elegeria o Foo Fighters como minha banda favorita mas daí haveria um empate com muitas outras boas bandas. O que dizer desse 'projeto' que nasceu meio sem jeito, sem muita vontade de chegar onde chegou. Sem sombra de duvidas é uma banda que no futuro irá entrar pro hall da fama das grandes bandas de rock. Com um som que praticamente não envelhece com o passar do tempo, os Foo Fighters chegam com mais uma boa obra pra sua coleção de classicos.
Wasting Light é o Sétimo disco de estudio da banda e marca um retorno as suas raizes e também marca um Foo Fighters melhor definido, com musicas bem direcionadas unicamente ao rock. Seja o rock radiofonico ou ao garage rock mais sujo e sem regras, Wasting Light não deixa a energia do genero descer de nivel em nenhuma faixa.
Começando com a explosiva e urgente "Bridges burning", Dave Grohl começa gritando que ainda estará aí por mais muito tempo. "Rope" mostra uma banda mais experiente, com guitarras interessantes num clima bem novo na carreira da banda. É possivel notar também a volta de Pat Smear, guitarrista original da primeira formação dos Foos deixando a banda agora com 3 guitarristas. "White Limo" resgata um pouco do som do primeiro disco do grupo que foi inteiramente composto pelo Dave, ainda com muitas influências do recém encerrado Nirvana. Outras faixas em destaque são "Dear Rosemary", "Arlandria", "These Days", "Matter of Time" e a lista segue. Outro grande hit e digna de ocupar a posição da classica faixa "Everlong" talvez seja a última e talvez melhor musica do disco "Walk". Faixa essa que já ganhou um clipe bem divertido e veio pra pegar quem ainda não percebeu que o Foo Fighters é uma grande banda.
Na mesma época do lançamento do disco a banda lançou um documentário "Back and Forth" que conta toda a trajetória do grupo, passando do Nirvana até o processo de gravação do Wasting Light. Detalhe importante sobre o novo disco certamente é a participação de Chris Novoselic (ex-baixista do Nirvana) na faixa "I Should Have Known" que marcou uma espécie re reunião póstruma do Nirvana. Coisa que não acontecia a mais de uma década. Não importa o que aconteça com o rock, ou que direção o genero tome no futuro, sempre teremos o Foo Fighters pra nos fazer sentir novamente a boa sensação que é ouvir guitarras altas, baterias explosivas e vocais rasgados cheios de feeling.
Um dos melhores discos de 2011, se não o melhor.

Tracklist:
01.Bridge Burning
02.Rope
03.Dear Rosemary
04.White Limo
05.Arlandria
06.These Days
07.Back & Forth
08.A Matter Of Time
09.Miss The Misery
10.I Should Have Known
11.Walk



Nenhum comentário: